SITES QUE PUBLICAM NOSSOS ARTIGOS

www.ceitec.com.br - www.centraldetreinamento.com.br
www.acontecendoaqui.com.br - www.nota10.com.br - www.sinepe-rs.org.br
www.lafiance-eventos.com.br www.psicopedagogiaonline.com.br
www.riograndevirtual.com.br - www.crago.org.br - www.opet.com.br
www.vetorial.net - www.psicopedagogia.net - www.enfoquedh.com.br - www.profala.com


Homenagem a todos os Grandes Educadores e empreendedores como você.

ENVIE SUA FOTO PARA GALERIA DOS MESTRES

 

Anchieta o primeiro educador e empreendedor do Brasil

 

Henrique J.de Souza

 

Celso Antunes

 

Emilia Ferreiro

 

 

Jean Piaget

 

José Luiz de Faria Neto

 

Nelson Salles

 

 

Hamilton Werneck

 

 

Vygotsky

 

Gleen Doman

 

Thais

 

 

Falta sua foto

 

 

e muitos outros

A Velocidade Potencializadora das Organizações

(A metáfora: santo de casa não faz milagres. Quando faz, desconfiam dele e, então ele vai fazer milagres em outras paragens, depois o redescobrem com outro nome e então o contratam como o maior de todos os gurus.)

Constitui tendência humana perigosa admitir pacificamente que as práticas correntes devam ser corretas pelo simples fato de estarem em uso há muito tempo. Siegfried Hoylser (fundador das faculdades Hoyler de Recursos Humanos)
A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo!. Peter Drucker
Ninguém poderia imaginar que o século 21 seria aberto com tanta intranqüilidade. Antonio Ermírio de Moraes
É neste cenário que podemos vislumbrar a perseverança e ousadia daqueles que desejam mudar as práticas correntes e começar construir um futuro, no presente momento em que muitos ficam apegados às coisas do passado, já que a intranqüilidade não mudou o animo do empresário A.Ermirio, porque para MUDAR é preciso coragem, e que o prof. Henrique José de Souza se refere a ela de forma magistral: “O mestre aponta o caminho, o discípulo segue sozinho até encontrar o mestre novamente, mas desta vez dentro de si mesmo”. O que propõe Hoyler, Druker, Henrique e Ermírio, é que todo bom administrador, professor ou líder deverá estar sempre em estado de prontidão para mudança. Às vezes ser humilde para sair na hora certa é um ato de coragem e sabedoria, como acontece na metáfora abaixo:

04-08-06 - Conta-se que algum tempo atrás, um homem de meia idade, muito inteligente ocupava um importante cargo de confiança numa das empresas da região em que residia conhecida como Vale Mais do Que Pesa S.A. Sentia se inconformado e incompetente por não ver as coisas acontecerem do jeito que constava no plano de metas e na missão da empresa. Fez várias tentativas, para verificar se a empresa pesaria mais do que vale, no entanto, novamente fracassou. Refletiu bastante sobre aquela incomoda situação e tomou uma decisão, no mínimo intrigante e corajosa. Certo dia decidiu enviar uma carta ao seu presidente solicitando uma conversa pessoal, informando-o previamente que precisava se retirar do cargo, por um período indeterminado, alegando que necessitava descansar. Procurou tranqüilizar o presidente em sua carta, dizendo-lhe que durante algum tempo havia preparado alguém para substituí-lo sem que isso pudesse acarretar qualquer prejuízo a Vale Mais Do Que Pesa S.A. Num primeiro momento o presidente ficou apreensivo, no entanto como se tratava de um de seus melhores executivos, considerado um gênio, procurou-o para trocar idéias e encontrar outras possibilidades. Depois de várias tentativas e percebendo que não havia alternativa, resolveu atender a solicitação, mesmo sem estar convencido dos motivos alegados por seu funcionário.
Assim aquele homem pegou seus pertences e os reuniu em uma pequena maleta deixando para trás o mais moderno sistema de operacionalização de dados, o “Cerebrotrônico-OO1”, máquina dezenas de vezes mais potente que um computador. No lugar dele levou apenas lápis, canetas, borrachas e blocos de anotações para que não fosse reconhecido por outros “Gurus” que o cortejavam o tempo inteiro chamando o de “Mestre”. No dia seguinte procurou um mago em disfarces e, após uma semana de grandes transformações ele estava pronto para retornar ao seu ambiente de trabalho sem ser notado e, com a esperança que seus planos dessem certo.
Antes, porém batalhou perseverantemente a procura de um emprego (afinal agora era um novato e principiante), porque sentia que precisava viver umas experiências diferentes e se fortalecer profissionalmente. Trabalhou muito e como trabalhou, ou melhor, prestou serviços como dizia ele, num certo número de empresas daquela e de outras região e finalmente é contratado como consultor da Vale Mais do Que Pesa S.A., porém com o nome trocado e seu rosto transformado, ninguém o reconheceu. Foi recebido com toda credibilidade e pode realizar parte do planejamento da empresa, atuando inclusive como uma espécie de coacher (treinador) junto ao presidente e seus diretores.

Passado três anos de trabalho dentro da empresa, conforme contrato, retira-se e vai novamente à procura do mestre dos disfarces, para depois disso retornar à empresa, porque para ele um homem justo e consciente de seus compromissos, tinha a responsabilidade de prestar contas de sua ausência da Vale Mais do que Pesa S.A. Ao adentrar a sala do presidente, dirigiu-se a ele e o abraçou, agradecendo pela oportunidade e confiança. O presidente ainda meio sem entender o que estava acontecendo, confessou-lhe que se sentia cansado de procurar por noticias dele e perguntou:
_ Por onde você andou este tempo todo?
_ Trabalhando!
_ Mas você me disse que ia descansar?
_Pois é, eu descansei.
Imediatamente e evitando polemizar com o presidente, fez lhe uma pergunta.
_Como estão indo as coisas por aqui?
_ Bem, neste aspecto eu não tenho nada a reclamar. Estamos indo muitíssimo bem com nossos programas logísticos na gestão de negócios e de pessoas. Temos contado periodicamente com a ajuda do Senhor Genius uma espécie de consultor e coacher como ele mesmo se denomina. Ele tem procurado nos mostrar que a velocidade de desenvolvimento de uma empresa que busca atingir o padrão de excelência na gestão de seus recursos e, adentrar para o novo conceito das “Ontoorganizações” (*), precisa buscar o equilíbrio entre o potencial que compõe o seu patrimônio material/tecnológico (TER) e o seu capital humano (SER). Não basta possuir o reconhecimento ISO 9000, SAC, responsabilidade social e etc, ou programas de fachada e como costuma dizer: é preciso Ser para Ter e, depois de Ter saber Ser.
_ Mas o que é ontoorganização perguntou o ex-executivo disfarçadamente?
_ Pelo que estamos começando a compreender, trata-se de um novo olhar para organizações no sentido de buscar o equilíbrio entre o capital monetário e o seu capital humano, mas ainda estamos no começo e redescobrindo nossos valores. Ele diz também que os valores não estão somente lá fora e que deveríamos nos olhar um pouco mais internamente.
_ Eu ouvi dizer dele e de suas novas idéias por vários lugares, que passei, inclusive a forma com que ajudou-nos a progredir, e estou dizendo isso porque ainda me considero um colaborador da Vale Mais do Que Pesa S.A.
Vejo, portanto, que minha saída foi muito boa. Assim sendo quero informá-lo que preciso de mais tempo de férias ou...?
_ Espere ai, isto daqui não é uma instituição beneficente, não posso manter o seu salário e todos os benefícios do seu cargo, como fiz até agora!
_ Então eu não “Valho mais do que Peso?" Só “Valho o que Peso!" Parece que será preciso ainda muito tempo para se entender este “Onto” este SER, que quer se organizar, não achas?
_ Desculpe-me a forma como me expressei.Vamos estudar outras possibilidades, disse o presidente.!
_ Fique tranqüilo Senhor Presidente, eu também não acho que seria correto e é por isso mesmo que nesta segunda proposta, estou pedindo minha demissão, para não onerar a sua empresa.
_ Mas... Mas, você havia me dito que retornaria. Estamos com novos programas e eu contava com você! Ainda bem que o Sr. Genius nos preveniu que provavelmente você tomaria a decisão de seguir outro caminho.
_Às vezes, caro presidente é preciso a gente sair para poder dar lugar ao novo. Sem que percebamos podemos nos acomodar e sermos rotulados de: “Santo de casa não faz milagre”. O novo pode sair daqui mesmo. Procure conhecer melhor os conceitos relativo às “ontoorganizacões”, para que isto não se transforme em mais um modismo, como tantos outros que infestam as corporações.
_Bom já que esta á sua decisão, nós saberemos respeitá-la e aguardamos que um dia possa voltar à sua empresa “Vale mais do que pesa”.
Assim o executivo se despediu do presidente e amigo partindo para mais uma jornada que seria ali mesmo. Antes disso passou novamente pelo mago dos disfarces a fim de evitar contratempos.
O tempo foi se passando e dois anos depois da saída do ex executivo da empresa “Vale quanto pesa” ,o presidente recebe como presente um livro intitulado “Antropoaster: O homem Estrela”. Não tinha nome do autor na capa. O primeiro capitulo tratava das questões voltadas para o conceito de “Ontoorganizações”, organizações do SER ou do Ser organizacional. A principio ficou desconfiado, mas continuou a leitura. Depois de algum tempo lendo e folheando pagina por pagina, fez um resumo dos principais conceitos para distribuir a todos seus colaboradores da Vale mais do que Pesa:
As ontoorganizações têm como premissa básica, que aquilo que dá sustentação à sua estrutura, crescimento econômico, ao progresso, às novas tecnologias e credibilidade junto aos seus clientes, vêm das pessoas que nelas trabalham. Não é o capital que gera trabalho ou riqueza, mas o ser humano que é o responsável pela produção de toda progresso social. Investir no potencial humano faz destas ontoorganizações locais equilibrados, onde as pessoas sentem prazer e amam o que fazem. O princípio de competição é substituído pelo conceito de superação. Na competição há apenas um vencedor, na superação todos ganham. Nela vibra uma consciência que só poderão superar a si mesmos, procurando ser a cada dia melhor do que foram no dia anterior. Estar à frente ou atrás do outro é apenas um ponto de referência. Estas ontoorganizações não vão à guerra de mercado para destruir os inimigos e concorrentes, pelo contrário elas os consideram como parceiros no processo de melhoria continuada. Destruí-las equivaleria a destruir a si mesmo. Se alguém estiver à sua frente, ao invés de atirar pedra, as ontoorganizações estarão se perguntando o que fará no dia seguinte para se tornar potencialmente melhor e se superarem. Nas ontoorganizações não existe hierarquia meramente pelo poder, mas pelo saber e o sábio não satiriza ou menospreza o que sabe menos que ele esclarece-o humildemente. Quando um não quer, o outro insiste. Funcionários não reclamam da empresa e nem fazem greve, porque sabem que são a própria alma da empresa. Eles não são demitidos, ao contrário se demitem quando percebem que uma parte pode prejudicar o todo, mas antes que isso aconteça o todo percebe a parte e ajuda a superar-se. Este é um novo estado de consciência, e que não estará acontecendo somente nas empresas, mas em todos seguimentos da sociedade.
Você poderá estar se perguntando: Quanto tempo vai durar para chegarmos a este estado de consciência? Vai depender da energia potencial que cada individuo irá utilizar para promover esta mudança. No início, como sempre, poucos farão por muitos, para que depois cada um faça sua parte. Será que você já não iniciou esta mudança ai na sua empresa?
Às vezes precisamos fazer uso de alguns disfarces para atingirmos nossos objetivos, e até mesmo nos sacrificarmos. O mais importante não foi quem fez a mudança, mas o que a mudança fez em você, na sua equipe, na sua empresa.” AVALIE E RECONSIDERE E, SE FOR NECESSÁRIO RECOMECE, mas qualifique o trabalho de equipe (dos seus santos).
Por último o presidente leu a dedicatória que ao invés de estar no início estava na pagina final:
Ao grande amigo e presidente da Vale Mais do que Pesa.
Quando se unem as trajetórias de vida dos mais experientes, com a vivacidade do novo, então descobriremos que o jovem poderá despertar seu potencial nos alicerces da experiência. Assim se constrói uma casa, uma organização. O novo não vem para destruir o velho. O velho que é sábio não impede o novo, ao contrário lhes dá passagem. O ser novo ou ser velho não está na idade. Tudo é uma questão de espírito, sabendo-se respeitar as devidas proporções. Se o casulo ainda novo, se trancar em si mesmo no seu orgulho, morre a borboleta, morre a sabedoria. Muitas vezes tive que agir como a borboleta, gerando novos casulos (oportunidades) para que muitos visualizassem a crisálida (potencial) de cada um e pudessem voar livres e com sabedoria. Todo santo de casa faz milagres e os de fora também. Os dois juntos farão grandes milagres.
Assinado Mestre Genius. Sinto me feliz e realizado por ter sido útil novamente para a Vale quanto pesa, mesmo que de outra maneira.
Nossa, exclamou o presidente! Ele retornou!
_ Na verdade, ele esteve o tempo todo aqui.

(*) onto=ser

Prof. Dirceu Moreira

 

Home Início - ALFACE-Proj. Inclusão - Artigos - Curriculum - Foto log dos Congressos - info-Espaço Escola - Links - Livros - Palestras/Cursos Resp. Social e inclusão - Eventos - Espaço para Divulgação - Psicoterapia - Home empresarial

dirceumoreira137@terra.com.br dirceumoreira@ig.com.br contato@dirceumoreira.com.br
11-4426-3219 - 9453-3332

prada outlet sale prada handbags replica Replica online real women satchel yves saint laurent Replica online best celine bags purses Hermes outlet online authentic evelyne belt Yves saint laurent replica store official women crossbody purses Handbags belt replica sale louis vuitton 2015 Women men best christian louboutin replica store celine outlet cheap Cheap hermes purse handbags outlet store cheap louis vuitton for sale Outlet store heels men red bottoms shop hermes online dubai replica louis vuitton bags outlet Women satchel yves saint laurent outlet online the best Replica online handbags purse louis vuitton 2015 borsa birkin hermes Women bags outlet store official yves saint laurent The best replica outlet prada handbags belt Purse kelly hermes shop outlet online Handbags luggage best replica store celine louis vuitton outlet 2015